Jogo sofrido e violento

Jogo sofrido e violento

Nesta quarta feira assisti a uma grande batalha do futebol.

Não torço por nenhum time, nem gosto de futebol mas o pessoal aqui em casa é sãopaulino.

Desse grande batalha, não por parte do São Paulo para ser campeão, nem para o Náutico que tenta sair da Zona. (de rebaixamento)

continue…

Mas pela pancadaria e distribuição de cartões. Parecia até dia de revelação de amigo secreto, o Juiz o grande Herói da partida no meu ponto de vista distribuindo um total de 20 cartões para os jogadores.

Foram 16 amarelos e 4 vermelhos.

O Náutico Saiu na Frente marcando o primeiro gol e unico do primeiro tempo e o São Paulo fazendo aquilo que faz de melhor segundo algumas torcidas rivais, dando ré na tabela.

Na volta para o segundo tempo o São Paulo já com 1 a menos jogava com nova tática de ataque a todo custo e conseguiu marcar o seu primeiro gol na partida.

E neste segundo tempo a batalha continuou. Geninho técnicno despeitado (desconheço palavra melhor) começou a chavecar o Juiz, ofereceu Flores, depois uma garrafa de vinho, viagem para Paris, na tentativa de convencer o auxiliar bandeirinha, quando ele fez o convite ao bandeirinha pergundo se ele queria tomar no @#, o bandeirinha chamou seu marido o Juiz e expulsou o Técnico Geninho. Que só sai de campo com auxílio da polícia.

O São Paulo ainda teve mais um jogador expulso, e o Náutico conseguiu fazer com que 2 de seus jogadores fossem expulsos e com isso o time paulista conseguiu marcar mais um gol e garantir a virada.

E como não poderia faltar sangue em uma batalha, Hernanes do São Paulo em uma dividida com zagueiro do Náutico deu um taio na cabeça e desceu o caldo.