profesor

Vivemos em um mundo moderno, inteiramente conectado, no qual toda informação está a um clique de distância de qualquer pessoa.

Mas algumas pessoas insistem ferrenhamente em ser a resitência, do contra, old school, etc.

Para pessoas que fazem parte do ambiente acadêmico essa “revolução” no acesso a informação, trouxe grandes e graves consequências. A farta distribuição e publicação de material on-line são atratativos para qualquer jovem preguiçoso. O Ctrl+C – Ctrl+V impera.

Esta é uma questão que afeta diretamente não só o desempenho do aluno como todo o proceso de aprendizagem e absorção do conhecimento e exige que também os professores conheçam os “atalhos” que a internet propcia para que tenham como analisar de maneira justa os trabalhos e identificar os meros duplicadores de conteúdo.

Essa situação é ainda mais complexa nas Faculdades e Universidades, onde até mesmo os trabalhos de conclusão de curso podem ser totalmente encontrados na internet.

Toda esta edificante introdução somente para dizer que um professor universitário acaba de assinar seu atestado de inocência internética. Ou achou que todos os seus alunos eram burros, vai saber né.

Eu escrevi aqui que estava meio devagar com os textos por que tinha aceitado fazer 4 trabalhos de faculdade para alguns conhecidos em troca de dinheiro. Eis que pego o último trabalho para fazer, um questionário não muito grande, mas cheio de termos técnicos. Transcrevo a primeira pergunta no google, coisa de preguiçoso. Surge como primeira opção um artigo. Clico, abro o PDF e constato que não só a primeira, mas também seis das oitos perguntas estão no documento da mesma forma como o professor solicitou em seu trabalho e as outras duas são somente questão de interpretação e suas respostas estão também nesse documento.

Na minha época de universitário nós pelo menos nos dávamos o trabalho de buscar conteúdo para copiar lá pela terceira página de resposta em diante, para nos livrarmos dos professores mais espertos que sabiam utilizar o google.

Querido professor que passou esse trabalho, muito obrigado pela grana mais fácil que eu já ganhei.

Faça um curso de reciclagem e entenda que não só você mas seus alunos também tem acesso a internet. Seja menos preguiçoso e pare copiar conteúdo, isso é coisa de universitário amador. Aprenda conosco e não copie o primeiro resultado do google.

Que burro dá zero pra ele professor

Que burro dá zero pra ele professor

Fikadika ;)