O primeiro método contraceptivo (método para evitar de se ter filhos) era a tão problemática tabelinha.

As mulheres faziam um cálculo da data da ultima menstruação + 20 e tantos dias, para se chegar à data da próxima menstruação e se ter uma idéia dos melhores dias pra se ter relação sexual sem que houvesse risco de gravidez.

O problema deste método é que o corpo humano não é uma máquina, então não se pode prever reações hormonais como a menstruação com total precisão. Disfunções hormonais, alimentação, stress, estados de humor e até o ambiente que cerca a mulher podem e influenciam no período fertil e menstrual, causando assim um problema no método da tabelinha, o que por sinal gerou inúmeros casos de gravidez não planejados.

Depois vieram as pílulas de hormônios que hora impediam que a mulher ovulasse hora impediam que o óvulo fosse fecundado.

Ótimo método contraceptivo, não fossem as alterações hormonais graves que causam nas mulheres que resolvem utilizar este método. Causando aumento de peso, desregulamento alimentar e inclusive problemas psicológicos e fisiológicos.

Depois vieram as camisinhas (camisas de vênus), cuja idéia principal, era evitar a propagação de doenças sexualmente transmissíveis, mas que também servia como método contraceptivo.

O problema é que no começo não existia um processo de teste de qualidade das camisinhas, fazendo com que muitas viesse furadas do processo de embalagem, e causassem além de filhos indesejados, a transmissão de doençãs sexuais.

Existem aina outras maneiras como DIU, que é como uma seringa inserida no ultero da mulher e que libera um remédio esprermicida no ultero fazendo com que o espermatozóides não cheguem nos ovários, etc.

Um dos melhores métodos, foi a invenção da Televisão, pois criou uma alternativa de entretenimento ao sexo.

Mas o melhor método contraceptivo de todos os tempos foi o invento do Vídeo Game. Que ficou ainda melhor com suas evoluções.

Não entendeu? Veja a seguir:

melhor sistema para controle de natalidade

O Brejal.com também é aula de educação sexual!