terremoto seguido de tsunami arrasa nordeste do japão

Ao acordar na sexta-feira tomei um leve susto ao ver que, quando fui dormir o mundo estava normal com suas guerras e problemas corriqueiros, mas pela manhã estava o maior rebuliço.

Um terremoto de magnitude 8,9º na escala Richter abalou as estruturas de um país que era pra estar adaptado a este tipo de fenômeno.

O grande terremoto trouxe junto consigo, uma ondinha, de mais de 10 mt de altura e 700 km/h que arrasou tudo por onde passou.

Tudo isto você já deve ter cansado de ver na tv, eu pelomenos já.

O que eu gostaria de discutir é a possibilidade de previsão com maior antecedência dos fatos.

Você já tem uma noção do que são placas Tectônicas?

(Desculpe mas tenho que pergutar, a educação no brasil nem sempre é a mesma para todos)

Pois bem se você ainda não viu as 259 mil explicações da Rede Globo, do que vem a ser placas tectônicas, vou ser bem explicativo:

Você sabe que não foi Deus que fez a terra em 7 dias né? (nunca é demais perguntar)

Pelo que se tem idéia hoje, há bilhões de anos, existiam 2 planetas que giravam em torno do sol na rota que atualmente existem a terra e a lua. Como eles giramvam muito próximos um do outro, ocorreu que um chocou-se no outro formando um novo planeta e uma nova lua. O primeiro planeta maior era uma bola de lava queimando há milhares de graus e o segundo uma esfera de massa rochosa e gelo. Quando aconteceu o choque de ambos o maior astro possuido maior massa logo tinha maior centro de gravidade o que atraiu para si pedaços do astro menor que sendo formado por grande parte de gelo ajudou a resfriar uma grande camada de lava e ainda ajudar na formação da atmosfera deste novo astro, que mais a frente seria chamado Terra.

Acontece que mesmo resfriada esta camada de lava seca, continuava rodando graças às forças físicas no nucleo da terra fazendo com que a grande crosta de lava resfriada se quebrasse, fazendo com que cada uma tivesse movimento próprio de acordo com o seu tamanho e volume. Estas seriam, mais a frente na história, chamadas de Placas Tectônicas.

Acontece, que há bilhões de anos as placas tesctônicas estão aí esbarrando umas nas outras, distanciando umas das outras e eventualmente subindo umas nas outras. As mais pesadas descem as mais leves sobem. E na região onde ocorre o atrito de duas crostas que podem, tanto estar raspando umas nas outras como subindo uma na outra, é onde ocorrem os terremotos, tsunamis, surgimentos de vulcões, novas ilhas e arquipélagos.

Pois bem como você pode ver na imagem a seguir, o Japão fica bem em cima do limite de uma destas placas, a Eurásia que limita-se com a Placa Pacífica, Placa Norte Americana e a Placa Filipina, o que explica o surgimento do país como uma ilha vulcânica.

Se você prestar bem a atenção verá que o grande terremoto do Chile no ano passado, pode ser explicado pelo mesmo motivo, assim como o do Haiti, da Nova Zelândia no começo deste ano e da Erupção do Kilauea no Hawaii.

Pois agora chegamos no ponto que eu queria discutir.

Veja bem, começou com um super terremoto no Haiti, depois outro grande terremoto no Chile, então seguindo a mesma direção das placas tectônicas, terremoto destruidor na Nova Zelândia, em seguida o Kilauea mesmo em atividade constante, expele uma rajada de lava a 4km.

Vejamos bem, tá certo que eu não seu nenhum experiente geologo ou coisa qualquer, mas é apenas observação. Vamos marcando no mapinha, terremoto aqui, terremoto ali, vulcão acolá, o próximo mais perto, opa Japão!

Agora outra cagada a ser resolvida.

Eu não sou ignorante, sei que diferente do Brasil e dos Estados Unidos, o Japão não dispõe de terras para a criação de usinas Hidrelátricas, que as termoelétricas e as Usinas de Energia Nuclear (Termo elétricas do mesmo jeito) são as opções viáveis para o país. Mas fazer as Usinas do lado do País que fica mais próximo da falha geológica? Como pode um povo tão evoluido tecnológicamente fazer uma cagada destas?

Veja bem, não fique nervoso comigo, não estou criticando o povo japonês, que passa neste momento por momentos difíceis, e até ajudaria se fosse possível da distância que estou, mas estou apenas pensando como podem, tais eventos tão destrutivos não serem previstos ou permitirem uma ação para diminuir os riscos?

Discutindo com alguns amigos, fiquei na dúvida, não teria o Japão o risco de desaparecer em um terremoto, qualquer dia destes?